Imagem

Imagem
(Crédito da foto: www.santoscity.com.br)

domingo, 31 de julho de 2011

"Passei no vestibular... EM OUTRA CIDADE!!! E agora?" - Parte 2


Por: Débora Rossini


Se você é um estudante que, além de deficiente visual, tem poucos recursos financeiros e precisa de morar no alojamento estudantil de sua universidade - em vez de pensionato, casa de família ou república, por causa das despesas- , certamente devem ter surgido algumas dúvidas, ao ler ou ouvir o post anterior! É que, para se morar nos alojamentos das universidades, existem algumas peculiaridades, que não se encaixam exatamente para moradores de repúblicas ou pensões estudantis.


Cada universidade possui suas regras para uso do alojamento. Geralmente é assim: no início de cada semestre, cada universidade abre inscrições para o processo de avaliação socioeconômica (já que os alojamentos têm como público-alvo estudantes de baixa renda que vêm de outras cidades e têm dificuldades financeiras em se manter na cidade-sede da universidade, enquanto estudam nela). Após a seleção, os estudantes recebem um documento explicativo dos direitos e deveres dos moradores, além de reuniões com os responsáveis pela manutenção de tais moradias. (Para saber mais detalhes, acesse os sites das principais universidades públicas brasileiras, e procure por "alojamento universitário" ou "moradia estudantil".)




Tá, mas aí vem a pergunta que não quer calar: " Tenho necessidades especiais e fui aprovado em tal avaliação socioeconômica; como faço para adaptar-me bem, nesse tipo de moradia?"



Seguem-se algumas sugestões:



1) Converse com a pessoa responsável , na universidade, em administrar os assuntos relacionados à moradia estudantil!!! Explique sua situação a ela, tomando como base as dicas explicitadas no post anterior.



2) Informe-se se há apartamentos, no alojamento, reservados e adaptados a pessoas com necessidades especiais. Em caso negativo, peça ao coordenador da moradia estudantil para levar você para conhecer previamente os moradores do apartamento que foi designado a você no alojamento,bem como o espaço físico; e avaliar a receptividade dos estudantes que ali moram.



3)Sugira ao coordenador do Alojamento que seja(m) feita(s), também, reuniões de esclarecimento com todos os moradores de seu apartamento, periódicas ou não, a fim de que seus companheiros saibam como lidar corretamente com você e conviver... proporcionando uma rica troca de experiências entre você e eles!



4) Caso não dê certo com seus companheiros dentro de alguns meses, verifique a possibilidade de trocar de apartamento, a fim de melhor adaptação. Talvez tal possibilidade de troca seja dentro de certas condições e certos prazos, para os estudantes sem deficiência; mas lembre-se de que você possui certas especificidades que eles não tem; se for assim, converse com o coordenador do Alojamento, enfatizando sua condição de pessoa com necessidade especial- desde que o motivo seja explicitamente relacionado à sua deficiência, ok????? Nada de bancar o "espertinho", viu? Rarrarrá!!!! O oportunismo pode "queimar seu filme" e dificultar sua reputação e credibilidade, na hora de reivindicar outros direitos relacionados à sua deficiência, tá????



Lembre-se: como a Lei da Educação Inclusiva está aí - e a permanência em uma universidade diversas vezes depende das condições de um estudante "de fora" permanecer na cidade- é de fundamental importância que os alojamentos estudantis (ou moradias existentes fora do câmpus universitário, mas com as despesas subsidiadas pelas universidades para os alunos de baixa renda) tenham condições de receber estes alunos, adaptando as regras "normais" para os com necessidades especiais sempre que precisar.



Então, "bóra" estudar, galera!!!!!


Um comentário:

  1. Leia também o artigo:

    "Ingresso, permanência e Competência: uma realidade possível para universitários portadores de necessidades educacionais especiais". Ele foi escrito por Solange Leme Ferreira - e pode ser acessado a partir do link a seguir:

    http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-65382007000100004&lng=pt&nrm=iso

    Boa leitura! :-)

    ResponderExcluir